Postado em 5 de agosto de 2013
Regularização e habitação são os principais temas discutidos pelos moradores de São Sebastião na 5ª Conferência Distrital das Cidades

Da Administração Regional de São Sebastião

 

Propostas feitas pela população vão ajudar o governo no planejamento urbano

 

No último final de semana, a cidade de São Sebastião recebeu a 5ª Conferência Distrital das Cidades. 114 moradores participaram das discussões, que foram promovidas com o tema “Quem faz a cidade somos nós”. Os grupos foram formados para discutir os seguintes eixos temáticos: habitação, regularização, planejamento urbano e desenvolvimento sustentável e orçamento participativo.

“As Conferências Distritais são ótimas oportunidades para a população decidir como serão feitas as próximas melhorias. Assim como o governador Agnelo Queiroz abre as portas do Governo, eu abro as portas da Administração Regional para quem quiser participar e saber as ações que estão sendo feitas”, disse o administrador de São Sebastião, Jucélio Moreno.

Ainda no credenciamento, o morador escolhia um eixo que julgasse mais importante. Os eixos mais procurados foram habitação e regularização. Outro ponto muito comentado foi à necessidade de uma maior fiscalização do governo em relação às ocupações de terras.

Outra exigência é a construção de mais casas populares (através do programa habitacional do GDF, Morar Bem, desenvolvido em parceria com o Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal) para quem ganha até três salários mínimos.

Rogéria Lotfi Santos, 36 anos, foi eleita uma das delegadas. A moradora de São Sebastião acredita que, com a eleição, poderá cobrar as ações que foram aprovadas. “A conferência foi importante para tratar a regularização da cidade e que os novos bairros sejam de interesse social e não para ricos”, defendeu.

A partir do que foi proposto pelos moradores na 5ª Conferência, o governo, em todos os seus níveis, executará as políticas de desenvolvimento urbano. No sábado, foram eleitos os delegados que levarão as propostas dos moradores das quatro cidades à Conferência Distrital.

Etapa Nacional

O que foi discutido na etapa local será levado à 5ª Conferência Distrital, marcada para setembro. Ela antecede a Conferência Nacional das Cidades, promovida pelo Governo Federal em novembro.

As propostas dos moradores nas três etapas da Conferência poderá se transformar em políticas públicas de desenvolvimento urbano.

Entrar

Perdeu sua senha?